29.6 C
Santo Antônio de Jesus
sexta-feira, outubro 15, 2021

veja cinco apostas erradas que o SBT fez


Paola e Paulina em A Usurpadora (Foto: Reprodução)

A ideia de lançar novelas adultas que fizessem sucesso e fossem a desculpa para que Ratinho saísse da grade de programação acabou indo por água abaixo. Isto porque, em seu quinto episódio, a nova Usurpadora não está surpreendendo positivamente nem um pouco em relação a audiência. Muito pelo contrário: está surpreendendo pelos recordes negativos.

Veja também – Astro das novelas mexicanas, Sebastián Rulli alfineta TV e afirma ser melhor valorizado por streamings

Na segunda-feira, 11 de outubro, por exemplo, atingiu índices tão péssimos que derrubaram todo o desempenho da reprise de Carinha de Anjo. A novelinha infantil entregou para o remake de A Usurpadora com mais de 6 pontos e os números foram parar em 4 pontos. Terminou com média de 4.6, índice considerado péssimo e bem distante da expectativa de 8 pontos que se tinha para a série.

Mas, não é a primeira vez que o SBT tem essa experiência desagradável nesta faixa. Veja cinco apostas feitas pelo SBT para este horário e que acabaram se tornando em um grande fiasco:

Cortina de Vidro

Um grande exemplo de escolha errada está em Cortina de Vidro. Na época em que a Globo rejeitava sinopses, Benedito Ruy Barbosa e Walcyr Carrasco ficaram à deriva e foram para a concorrência oferecer seus projetos. Benedito tinha em suas mãos a sinopse de Pantanal, enquanto Walcyr estava com Cortina de Vidro.

Logomarca de Cortina de Vidro (Foto: Divulgação)

Ao ver o orçamento de Pantanal, Silvio Santos teria dado dois pulos para trás e se agarrado no projeto de Walcyr Carrasco. A escolha fez com que Pantanal fosse parar na Manchete, sendo o maior sucesso de uma novela fora da Globo até hoje. Enquanto isto, Cortina de Vidro foi um fiasco e nada a salvava. Em seu momento mais crítico, teve 2 pontos de média.

Veja também – Autora de O Clone critica Globo: relembre três novelas de sucesso de Glória Perez

Brasileiras e Brasileiros

Insistente, Silvio Santos não quis largar a mão da ideia do SBT ser um grande produtor de novelas. Ainda com o péssimo desempenho de Cortina de Vidro, apostou em uma nova novela brasileira e tirou do papel o projeto de Brasileiras e Brasileiros. Se observarmos o desempenho geral, a audiência da novela foi uma verdadeira monta-russa, mas apenas com descidas e sem qualquer possibilidade de subir.

Carlos Alberto Soffredini era o autor de Brasileiras e Brasileiros (Foto: Divulgação)

Mais uma vez, o SBT viu o nimbo e registrou índices abaixo de 2 pontos. O desespero com a rejeição da novela foi tão expressivo que o jornal O Dia noticiou em 4 de dezembro de 1990 que a novela sofreu uma intervenção e o próprio autor, Carlos Alberto Soffredini (1939-2001), foi retirado e substituído por uma equipe de roteiristas. Brasileiras e Brasileiros mudou de horário diversas vezes e nada fez com que reagisse.

Veja também – Quanto Mais Vida Melhor: tudo o que você precisa saber sobre a nova novela das sete da Globo

Mundo de Feras

Ao perceber que não era capaz de lançar uma novela própria naquele momento, o SBT recorreu ao dramalhão mexicano Mundo de Feras. Um fiasco no México, não se sabe até hoje o que fez Silvio Santos apostar nesta novela, que inclusive já teve versão brasileira produzida pelo próprio SBT. A novela Antônio Alves Taxista foi uma adaptação da mesma obra em que Mundo de Feras se inspirou.

Banner de divulgação de Mundo de Feras, exibida pelo SBT (Foto: Divulgação)

Com 120 capítulos em sua exibição original, ao ver que a novela estava realmente sendo um fiasco, a emissora picotou as cenas e compactou a novela em uma versão com 60 capítulos. No seu pior desempenho atingido em pleno horário nobre, a novela se inspirou na RedeTV! e repetiu a audiência da emissora caçula das redes de televisão: em 01 de junho de 2007, marcou média de apenas 1 ponto.

Veja também – Um Lugar ao Sol marcará retorno de atriz famosa após anos longe da TV; saiba quem!

Mariana da Noite

Na mesma lógica de Mundo de Feras, Mariana da Noite chegou como uma aposta para reparar um erro no planejamento da emissora de Silvio Santos. Por não conseguir ter Cristal pronta em seguida de Os Ricos Também Choram, o SBT comprou Mariana da Noite e esperava manter o desempenho da novela que estava no horário.

Jorge Salinas era o protagonista de Mariana da Noite junto com Alejandra Barros (Foto: Reprodução/SBT)

Entretanto, se viu em desespero ao ser bombardeada pela exibição de uma novela considerada pelos críticos como densa e com uma história nada boa. Por isto, ao invés de segurar os índices da faixa, Mariana da Noite fez derrubar e fechou com média de 4.4 pontos.

Veja também – Com grave problema de saúde, galã de Te Dou a Vida aparece de cadeira de rodas em programa de TV

A Vida é um Jogo

Após o sucesso de Rebelde, existia a difícil missão de encontrar um produto que mantivesse seu sucesso no SBT. Foi aí que A Vida é um Jogo esteve sendo lançada, porque era voltada para o público jovem e esperava-se que os fanáticos em Rebelde continuassem no horário com a nova trama.

A Vida é um Jogo foi completamente picotada diante do fracasso no SBT (Foto: Divulgação)

O efeito foi completamente inverso e, vendo todo o bom desempenho da antecessora ir por água abaixo, o SBT teve que picotar esta novela ao máximo. Tanto é que passou menos de um mês sendo exibida e seus 180 capítulos originais foram reduzidos a uma versão com 36. Teve apenas 3 pontos de audiência, isto em pleno horário das 21h.

Fonte: Ver Matéria Original

Relacionadas

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Redes Sociais

953FãsCurtir
11,254SeguidoresSeguir
79SeguidoresSeguir
Santo Antônio de Jesus
nublado
29.6 ° C
29.6 °
29.6 °
48 %
5.7kmh
100 %
sex
29 °
sáb
31 °
dom
34 °
seg
35 °
ter
35 °

Últimas Publicações

error: Conteúdo Bloqueado!